Seguidores

quarta-feira, 22 de março de 2017

Palavras no Papel




Palavras no papel


Os poemas saem de meus dedos
Para desvendar os segredos
Entranhados na alegria
De tecer uma bela poesia.

Com rima ou sem rima
A poesia é a obra-prima
Que vem da imaginação do poeta
Como brisa suave e discreta.

Para criá-la não precisa de técnica
Nem tampouco a métrica
Basta só ouvir o coração
E colocar no papel a emoção. 



7 comentários:

✿ chica disse...

Lucia,adorei tua visita e vim te ver! Encontro essa linda poesia e blog! Muito lindo !" bjs, e vamos nos ver, certamente! bjs, chica

alegriadeviver.blogspot.com.br disse...

Olá amiga Lúcia,
Não importa a rima e sim a essência timbrada no papel, como nessa linda poesia.
Adorei a visita.
Bjs!

Anete disse...

Um poema bonito e sincero! O poeta vê com o coração, imaginação e sente com grande emoção...
Muita paz e o meu carinho...

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Lúcia,passando para agradecer sua visita e palavras deixadas em meu blog.
Deixo aqui o meu pensar de um poeta:
"Na imaginação de um poeta,
Ele faz descobertas,
Deixa nas entrelinhas...
A carícia de sorrisos
Em suaves rabiscos
Essa é a imaginação de um poeta que se manifesta,
Sem alarde e sem festas...
Simplesmente por ser Alma de um Poeta".

Adorei a sua poesia.
Bjs com carinho.
Carmen Lúcia.

Zi Santos disse...

Poesia linda que nasce , cresce no papel e no coração de quem sente !
bjs

Profª Lourdes disse...

Olá querida Lúcia, concordo com. vocÊ, a poesia com rima ou sem rima é uma obra prima. Gostei!
Tenha um dia abençoado e que Jesus seja a sua Luz a cada dia.
Abraços da amiga, Lourdes Duarte.
http://professoralourdesduarte.blogesus as abençoe sempre.spot.com.br/
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

Estação Cigana disse...

Muito linda e verdadeira tua poesia.
E é isso mesmo!
abração com carinho